Logo Agilfarma Medicamentos

Nolvadex D 20Mg C/30Cp

Princípio Ativo: Tamoxifeno

Laboratório: Astra Zeneca

Bula do Medicamento

Retornaremos a sua solicitação o mais breve possível, com as informações solicitadas, nos canais de comunicação que nos forem fornecidos nas etapas seguintes. É importante conferir os contatos inseridos antes de enviar a solicitação.

Anexe no formulário a receita fornecida pelo seu médico.

Disponível por encomenda

Descrição

Nolvadex D 20Mg C/30Cp

Princípio ativo: Tamoxifeno

NOLVADEX-D é um tamoxifeno não-esteroide que apresenta um espectro complexo de efeitos farmacológicos, tanto antagonista quanto agonista do estrógeno, nos diferentes tecidos. Em pacientes com câncer de mama, o tamoxifeno age primariamente como um antiestrogênico, em nível tumoral, prevenindo a ligação do estrógeno ao seu receptor

Para que este medicamento é indicado?
NOLVADEX-D é indicado para o tratamento do câncer de mama.

Como funciona?

O tamoxifeno apresenta alta ligação proteica à albumina sérica (>99%). O metabolismo dá-se por hidroxilação, desmetilação e conjugação, originando vários metabólitos, os quais possuem perfil farmacológico semelhante ao do fármaco inalterado, contribuindo, assim, para o efeito terapêutico.

A excreção ocorre principalmente através das fezes, e a meia-vida de eliminação é de aproximadamente 7 dias, calculada para o fármaco em si, enquanto que para o N desmetiltamoxifeno, o principal metabólito circulante, é de 14 dias. Em um estudo clínico no qual meninas com idades entre 2 e 10 anos e Síndrome de McCune Albright (SMA) receberam 20 mg de tamoxifeno uma vez ao dia por até 12 meses, observou-se diminuição da depuração e aumento na exposição (AUC) idade-dependente (com valores de AUC até 50% maiores nas pacientes mais jovens), comparado com adultos.

Contraindicações;
Nolvadex não deve ser utilizado nos seguintes casos:

  • NOLVADEX-D não deve ser administrado durante a gravidez. Houve relato de um pequeno número de abortos espontâneos, defeitos congênitos e morte fetal após o uso de NOLVADEX-D em gestantes, apesar de nenhuma relação causal ter sido estabelecida (ver item Advertências).
  • NOLVADEX-D não deve ser administrado em pacientes com hipersensibilidade prévia ao produto ou a qualquer um dos seus componentes.

Leia atentamente as Instruções de Uso;

A menstruação é suprimida em uma proporção de mulheres no período pré-menopausa em tratamento com NOLVADEX-D. Foi relatado um aumento na incidência de câncer endometrial e sarcoma uterino (a maioria maligno, associado a tumores de Mullerian) associado ao tratamento com NOLVADEX-D.

O mecanismo é desconhecido, mas pode estar relacionado às propriedades estrogênicas de NOLVADEX-D. Qualquer mulher recebendo ou que já tenha tomado NOLVADEX-D, e que relate sintomas ginecológicos anormais, especialmente sangramento vaginal, deve ser investigada de imediato.

A ocorrência de segundos tumores primários em outros locais além do endométrio e da mama contralateral, foi relatada em estudos clínicos com pacientes que haviam recebido tamoxifeno como tratamento para câncer de mama. Nenhuma relação foi estabelecida e a significância clínica dessas observações não está clara.

NOLVADEX-D pode aumentar o risco de complicações microvasculares do enxerto em cirurgias tardias de reconstrução de mama. Em um estudo clínico não controlado com 28 meninas com idades entre 2 a 10 anos e Síndrome de McCune Albright (SMA), as quais receberam 20 mg de tamoxifeno uma vez ao dia por até 12 meses, o volume médio uterino aumentou após 6 meses de tratamento e dobrou no término do estudo de um ano.

Apesar deste achado estar de acordo com as Propriedades Farmacodinâmicas de tamoxifeno, uma relação causal não foi estabelecida (ver item Propriedades Farmacodinâmicas).

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Nolvadex D 20Mg C/30Cp”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *